Home / Estilo de Vida / OMS e UNESCO publicam silabário para que escolas promovam hábitos saudáveis ​​e ensino sexual para crianças – Revista Crescer

OMS e UNESCO publicam silabário para que escolas promovam hábitos saudáveis ​​e ensino sexual para crianças – Revista Crescer

Na última terça-feira (22), a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização das Nações Unidas para a Ensino, a Ciência e a Cultura (UNESCO) lançaram um guia de novas medidas para ajudar a melhorar o bem-estar ea saúde das crianças em idade escolar. O documento lista uma série de recomendações para que as escolas promovam habilidades socioemocionais e um estilo de vida saudável para os alunos.

Diversidade na sala de aula (Foto: Wavebreakmedia / Thinkstock)

Pluralidade na sala de lição (Foto: Wavebreakmedia / Thinkstock)

“Esses padrões globais recém-lançados são eliminados para gerar escolas que estimulem a ensino e a saúde, além de dar aos alunos com o conhecimento e as habilidades para sua saúde e bem-estar futuros, empregabilidade e perspectivas de vida”, disse o diretor- universal da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A silabário “Padrões Globais para Escolas Promotoras de Saúde” tem porquê objetivo servir porquê guia para que escolas do mundo para implementar programas abrangentes de saúde e nutrição. De convenção com a publicação, medidas simples podem trazer resultados e mudanças relevantes, principaismentes em regiões mais vulneráveis.

O documento informado que servir merendas e refeições nutritivas aumenta em 9% do número de matrículas e em 8% a frequência dos alunos, por exemplo. Ou por outra, oferecer exames oftalmológicos gratuitos aumentam em 5% de chance de os alunos se saírem melhor em provas de leitura e matemática. Ensinar às crianças porquê lavar corretamente as mãos ajuda a diminuir entre 21% e 61% dos casos de doenças respiratórias e gastrointestinais.

“As escolas desempenham um papel vital no muito estar dos alunos, das famílias e suas comunidades, e a relação entre a ensino e a saúde nunca foi tão evidente porquê agora”, acrescentou Tedros.

Ensino sexual nas escolas

Segundo a OMS e a UNESCO, apresentador temas porquê sexualidade e ensino sexual é outro pilar fundamental na promoção de saúde nas escolas. Uma novidade silabário orienta que as instituições de ensino essencial incluam em seus currículos, porquê prevenção de bullying, mênstruo, questões de gênero e saúde reprodutiva.

“A ensino sexual propagação incentiva um comportamento mais saudável, promove a saúde e os direitos sexuais e reprodutivos e melhora melhora, porquê a redução da infecção pelo HIV e da gravidez na juvenilidade”, dizem as instituições.

Quer ter chegada ao teor restrito do Crescer? É só clicar cá e assinar!



Inspirado no Post: Se Quiser Ver o Original

Check Also

Outback presenteia o ‘melhor colega cínico’ com coleira exclusiva em ação privativo

Se existe uma amizade que muito se fortaleceu no último ano foi a de humanos …